Salpoente conjuga história e tradição com inovação e ambição


Salpoente conjuga história e tradição com inovação e ambição

in revista Sábado  , 11-17 Julho 2013

Localizado no Cais de São Roque em Aveiro, o restaurante Salpoente nasce da recuperação de dois antigos Armazéns de Sal, património histórico da cidade, e da aposta em valorizar a gastronomia nacional, em especial o bacalhau. A curto prazo, a gerência do novo espaço, ambiciona que este seja o melhor restaurante português especialista em bacalhau.

A cozinha do Salpoente recria uma cozinha tradicional portuguesa confeccionada com a máxima qualidade que dá principal destaque aos pratos de Bacalhau.
É uma cozinha progressista, no sentido em que funciona como uma espécie de laboratório, onde são estudados a fundo os sabores tradicionais e a forma como serão feitas as abordagens aos mesmos, bem como a análise continua dos pratos com maior e menor aceitação e por B m o
trabalho de investigação, desenvolvimento e criação de novos pratos.
A carta é uma viagem de propostas degustativas pelo sabor do bacalhau, com pratos simples e outros mais complexos, mas todos eles rigorosos no processo de elaboração e na qualidade da matéria-prima.
Ser o melhor restaurante de Bacalhau em Portugal A gerência apostou no activo humano e rodeou-se de uma equipa jovem, dinâmica, competente, ambiciosa, formada e motivada que está formatada para alcançar o objectivo pretendido.
A escolha do chefe foi fruto de um criterioso processo de selecção nacional e recaiu no promissor chefe Duarte Eira, para quem o “B el amigo”ocupa um lugar de destaque. Com um percurso altamente dedicado à gastronomia de excelência, Duarte Eira tem no seu currículo o primeiro prémio na categoria gastronómica da 7ª edição do concurso“Revolta do Bacalhau”, com a proposta “O Bacalhau da Noruega assado numa versão contemporânea”.
Como vencedor do concurso, foi premiado com um curso intensivo de formação para aperfeiçoar as técnicas de confecção do bacalhau no Gastronomik Institut na Noruega. Cumprindo os mais exigentes critérios de reabilitação, o Salpoente recuperou de forma exemplar um património ligado à vivência do Sal, fundido numa defesa incondicional do tradicional Bacalhau, umbilicalmente ligado à história de Aveiro e de Portugal.
Aliados à pretensão de serem os melhores, a casa apostou incondicionalmente nas marcas e produtos portugueses, valorizando o espaço com etiquetas como a Boca do Lobo, a Deligthfull, a Glam B re, a Vista Alegre – Atlantis, Cutipol entre outras, criando uma coerência harmoniosa entre a tradição do exterior do espaço com a contemporaneidade do seu interior. Qualidade, inovação, design, arquitectura e bem-estar são os ingredientes que todos os dias “temperam” o Salpoente.
O Salpoente aposta também na vertente artística e tem agendado um cartaz anual onde constam prestigiados artistas, sejam eles plásticos, escultores, fotógrafos ou designers.
Defender os valores nacionais, recuperar e preservar tradições, impulsionar e promover a arte e os seus intervenientes são os valores máximos deste projecto.
Num único espaço, é possível proporcionar aos seus amigos, família ou proB ssionalmente, um momento de qualidade inspirados pelos sabores, cultura e arte.

sabado_julho_2013-1